Um dos maiores erros da gestão de equipe

Até os melhores líderes às vezes não conseguem emplacar boas ideias e resta evidente a distância entre “o saber” e “o fazer”, e assim, as ações acabam, por vezes, escapando entre os dedos do mundo empresarial


A armadilha do discurso

Ah...o discurso...! Muito comum quando líderes e liderados sabem o que tem que ser feito e continuam a falar, a escrever e-mails enormes sobre o assunto, a elaborar planos de ação, reuniões e mais reuniões que não se chegam a conclusão alguma...Porém todo esse parlatório se torna um fim em si, e não uma ação.



Não permita que seus liderados se tornem vítimas da teoria falante da liderança.


No cenário ideal, os líderes sempre administrariam trabalhos que entendessem profundamente. Isto é possível? Nem sempre!

É neste momento que o líder que sabe fazer boas perguntas e também ouvir as respostas, bem como delegar o problema para a pessoa com mais saber no time e - não menos importante - aceita sua ignorância no assunto. Somente essas ações já seriam fundamentais para se tomar as melhores decisões para a saída do “status de inação” para as ações centradas.


Seja concreto, repetitivo e simples

Até os melhores líderes às vezes não conseguem emplacar boas ideias e resta evidente a distância entre “o saber” e “o fazer”, e assim, as ações acabam, por vezes, escapando entre os dedos do mundo empresarial.


Já dizia Nelson Rodrigues:

“O que é escrito ou falado uma única vez permanece rigorosamente inédito”.

As ações que você fala e repete de forma simples têm mais impacto se especificadas no que fazer e como fazê-lo.

Por outro lado, nem sempre é fácil as pessoas usarem a simplicidade, a linguagem básica e objetiva. Vejamos os grandes oradores habilidosos na arte de dizerem coisas incompreensíveis, expelindo palavras complexas e sem nexos com o contexto pretendido, onde por vezes, são enigmáticas para mascarar ideias absurdas e inúteis.


Grandes líderes repelem a complexidade desnecessária e buscam a redução do esforço emocional e cognitivo necessário para transformação do conhecimento em AÇÃO.




A armadilha dos atalhos

Pegar atalhos para o caminho fácil – eis uma das formas mais perigosas e comuns da idiotice administrativa.

A primeira coisa que ouço é “todos fazem assim...” ou “sempre foi feito assim antes...”

Faça o certo! E não o que todos fazem.

Acredite, quase sempre dá o mesmo trabalho!

Você teve uma ideia promissora? Ótimo! Coloque-a em prática...agora!



Um abraço e te vejo no topo!


Vagner Ferreira

Especialista em liderança de alta performance












#lideranca #comoliderar #gestaodepessoas #motivacaodeequipe #equipe #rh #motivarequipe #resultados